Não compre um telescópio demasiado grande

Não compre um telescópio demasiado grande
Guilherme de Almeida

Este artigo dirige-se especialmente aos recém-chegados à astronomia amadora, que procuram o seu primeiro telescópio. Mas também será útil aos que estão a pensar em comprar o segundo telescópio (ou seja, o primeiro telescópio "a sério") depois de terem verificado que o seu primeiro instrumento de observação, provavelmente um reflector de 60 mm de abertura, ou um reflector de 76 mm é demasiado limitado para os objectos do céu profundo. Serve também como alerta para os observadores que estiveram alguns anos fora desta actividade e pretendem regressar: durante a vossa ausência os telescópios ficaram maiores e mais sofisticados…
 ver mais

Iniciação

A matemática das lentes de Barlow

A matemática das lentes de Barlow
Guilherme de Almeida

 A lente de Barlow e a justificação do seu funcionamento foram já referidas anteriormente no número n.º 12 de Astronomia de Amadores, de Outubro- -Dezembro de 2001, pág. 27 (artigo O Mistério da Lente de Barlow). O aspecto inovador do presente artigo reside no cálculo prático da amplificação em uso das lentes de Barlow (que não é fixa), segundo um processo independente do modelo e marca da lente de Barlow, adaptando-se a todas as marcas.

ver mais

Iniciação

 

Pág. 1 de 13